Aproveite essas ofertas...

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina
BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

28 de janeiro de 2010

Testemundo de Vida - Isabel Ana Rodrigues

Nasci em um lar a pouco tempo evangélico e no mesmo cresci. Só me converti realmente aos 14 anos, mas não era muito assídua nos trabalhos do Senhor. Aos 22 anos casei-me com um jovem de minha igreja, fui fazer faculdade, trabalhar e apesar de ter muita vontade de ser mãe, o tempo passou. Depois de 4 anos de casados resolvemos aumentar nossa família. Aí começaram os problemas; começou minha maratona de médico em médico, de hospital em hospital.

Depois de várias tentativas frustradas, meu esposo fez uma cirurgia e três meses depois recebi a noticia que estava grávida. Foi aquela festa. Mas três messes depois tive um aborto. Foi aquela decepção. Nesses momentos eu ficava me perguntando; PORQUE EU?

Fiz os exames e ficou constatado que eu tinha miomas no útero. O médico disse que não era problema e que eu poderia engravidar novamente. Quatro meses depois lá estava eu novamente feliz para fazer o pré-natal. Mas dois meses depois, a mesma decepção: outro aborto.
Nos exames, o que antes era só um mioma, já eram dois, e bem crescidos. O médico não quis operar, pois, segundo ele, se isso acontecesse seria preciso fazer uma histerectomia e os miomas não estavam me prejudicando. Procurei outros médicos e sempre diziam algo parecido. E eu sempre a me perguntar. PORQUE?

Depois de algum tempo ouvi uma missionária com uma historia parecida, e ela disse que nos momentos de aflição perguntava-se PARA QUE? Comecei então a ver como eu estava sendo egoísta, queria resolver tudo à minha maneira e culpava a Deus por isso.

Nessa época parei de trabalhar e fui me dedicar a minha família. Procurei mais médicos e encontrei um que disse que faria a cirurgia e que eu teria ainda muitos filhos. No útero, em lugar de dois, já tinham três miomas, e bem crescidos.

Engravidei e após um problema de hipertensão nasceu o pequeno Misael. O médico disse que o útero estava tomado por pequenos pontos vermelhos e que se eu ainda quisesse filhos teria que engravidar logo para então fazer a histerectomia.

Seis meses depois engravidei e o mesmo problema de hipertensão surgiu. A pequena Isabela nasceu prematuramente aos oito meses, e morta. Mais um baque.
Depois do parto o médico me informou que não tinha feito a histerectomia e nem laqueadura de trompas, pois o útero estava limpo e os miomas tinham desaparecido! Quando perguntei como, ele disse que não sabia. Mas eu sim. Mais uma vez o PODER DE DEUS tinha se manifestado.

Quatro anos depois, sem esperar, engravidei novamente. Mais uma vez fraquejei na minha fé, pois na minha ignorância, cheguei a rejeitar a gravidez com medo de sofrer. Mas Deus tem um plano na nossa vida e quando confiamos NÊLE vemos o resultado. Meu esposo é um homem muito dedicado e fiel e nunca fraquejou na sua fé. Passei bem a gravidez sem nenhum susto. Houve um problema com as datas e quando eu achava que estava com 8 meses o bebe quis nascer. Mais uma vez as dúvidas e o medo vieram à minha cabeça e ao meu coração. Mais uma vez Deus provou como eu sou pequena e como ELE me ama.

Na hora da cirurgia a anestesia não funcionou e tiveram que dar uma geral. O que era para ser uma cirurgia de meia hora tornou-se de três horas. O bebê e eu tivemos parada cardíaca. Ele logo voltou ao normal, mas eu não, e segundo o médico, poderia ficar com sequelas. Mas Deus não permitiu.

Hoje estou bem, cuidando da minha família e dos meus dois filhos além de ser professora e também ter meus cargos na igreja. Deus me mostrou como seu poder é infinito e como somos pequenos quando queremos agir por nossas próprias forças. Podemos tudo, mas só através daquele que nos fortalece. Em julho, Misael completa 7 anos e é uma benção em nossas vidas. Micael, o mais novo, em janeiro completa 2 anos e já canta corinhos.
MISAEL= Quem é como DEUS?

MICAEL= Deus é justo e incomparável.

Que este testemunho possa ajudar alguém que esteja sofrendo como eu sofri e ensine a confiar em Deus e ter a cura como eu tive. E como o significado dos nomes nos mostra NÃO HÁ NINGUÉM COMO DEUS!

Que Ele nos abençoe. Amém.

Nenhum comentário: